Novidades

Xiaomi anuncia retorno ao Brasil! Confira os aparelhos da marca que vale a pena ficar de olho.

Depois de quatro anos sem anunciar smartphones no Brasil, a empresa chinesa volta ao mercado nacional com o Redmi Note 6 Pro e PocoPhone F1.

Desde 2015 sem anunciar smartphones no Brasil, a Xiaomi está de volta. Dessa vez, a distribuição dos aparelhos ficará sob responsabilidade da fabricante brasileira DL Eletrônicos. Portanto, apesar do retorno das vendas de seus celulares, a Xiaomi não terá um escritório no país.

Dois celulares Xiaomi já foram homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o que quer dizer que já podem ser comercializados no Brasil pela DL. Redmi Note 6 Pro e PocoPhone F1 seguem a principal característica da fabricante chinesa, que é a produção de celulares com boa relação entre custo e benefício.

Portanto, uma das grandes vantagens dos celulares Xiaomi é trazer design e componentes vistos em smartphones mais caros, como os top de linha, mas com preços convidativos e ideais para públicos emergentes como o Brasil.

Inicialmente, a venda dos aparelhos será na Ricardo Eletro, da Máquina de Vendas. Contudo, até mesmo outros modelos da Xiaomi podem ser encontrados no comércio eletrônico, mas de maneira importada. Sendo assim, não contam com garantia no Brasil, por exemplo.

Nem a Xiaomi, nem a DL se pronunciaram sobre os preços que serão praticados no Brasil. Porém, quem aguarda ansiosamente pelo retorno da Xiaomi ao mercado nacional já pode ficar por dentro das especificações dos modelos que marcarão sua volta. Confira a seguir mais detalhes sobre Redmi Note 6 Pro e PocoPhone F1.

 

Descubra outros celulares Android na loja online da TIM e aproveite para conhecer planos com redes sociais ilimitadas!

 

Conheça os dois celulares Xiaomi que marcam seu retorno ao Brasil

 

Como citado, os dois celulares que marcam a volta da Xiaomi ao Brasil contam com bom custo-benefício, característica que costuma agradar o mercado nacional.

No entanto, PocoPhone F1 e Redmi Note 6 são destinados a públicos diferentes. O primeiro é o mais avançado, brigando com smartphones como tops de linha de outras marcas como Zenfone 5Z, por exemplo. Já o Redmi Note 6 é um celular intermediário que bate de frente com dispositivos como Moto G7.

 

Xiaomi PocoPhone F1

 

O PocoPhone F1 tem componentes avançados como o processador Snapdragon 845. O chip era o mais avançado da Qualcomm em 2018, por exemplo. Ele é octa-core e roda com até 2,8 GHz de velocidade.

Além disso, o smartphone Xiaomi em questão tem 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento.

O que também chama a atenção é fato de ser um celular com câmera dupla, com sensores de 12 megapixels e 5 megapixels. O PocoPhone F1 também é capaz de fazer vídeos em 4K.

Para as selfies, o modelo conta com câmera frontal de 20 megapixels que tem reconhecimento facial infravermelho. Sendo assim, é possível desbloquear o smartphone por meio da biometria até mesmo em ambientes escuros.

E para que o uso do smartphone possa ser feito durante todo o dia, são 4.000 mAh de bateria. A quantidade é a mesma vista no top de linha da Samsung em 2018, o Galaxy Note 9, por exemplo.

O smartphone Xiaomi tem tela de 6,18 polegadas com resolução Full HD+. Ele foi lançado por cerca de US$ 300, o que equivale a mais ou menos R$ 1.200 em conversão direta e sem considerar impostos nacionais.

 

Informe Publicitário
Tim

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Serviços Tim
A partir de
R$
117,00

por
mês

Vivo

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Vivo
A partir de
R$
129,99

por
mês

Oi

Melhor oferta

25MB

serviços digitais

Serviços Oi
A partir de
R$
114,90

por
mês

Net

Melhor oferta

120MB

serviços digitais

Serviços Net
A partir de
R$
99,00

por
mês

Xiaomi Redmi Note 6

 

Já o Redmi Note 6 é mais modesto. Contudo, sua configuração é suficiente para rodar a maioria das tarefas. Isso porque o modelo traz processador Snapdragon 636 e tem memória RAM de 4 GB. Quanto ao seu armazenamento, é de 64 GB com suporte a cartão de memória de até 256 GB.

Sua tela é chamada de infinita por praticamente não contar com bordas. São 6,26 polegadas Full HD+ com tecnologia Gorilla Glass, para evitar danos como arranhões e trincamentos.

Ele é mais um celular com câmera dupla, e também traz sensores de 12 megapixels e 5 megapixels. Além disso, tem ainda duas câmeras frontais, com 20 megapixels e 2 megapixels. O Redmi Note 6 tem reconhecimento facial e filma com resolução Full HD.

A bateria do smartphone intermediário Xiaomi também é de 4.000 mAh, o que deve ser suficiente para um dia inteiro de uso. No mercado, nacional, o Redmi Note 6 pode ser encontrado por cerca de R$ 1,3 mil em lojas que fazem importação.