Teste de velocidade

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Novidades

Wi-Fi 6: saiba o que a nova geração de internet wireless promete

Novo padrão Wi-Fi 6 tem vantagens como melhor velocidade de transferência de dados e menos interferência.

Usar uma rede Wi-Fi para navegar na internet é tudo de bom. Nos smartphones, o uso da rede sem fio local ajuda a economizar a franquia de dados de um plano de celular. Com notebooks, você tem a liberdade de ficar no computador em qualquer lugar do ambiente, sem precisar ficar ao lado do roteador. Além disso, é muito melhor que vários dispositivos possam conectar uma mesma rede, sem depender de cabos.

Logo, nada mais justo do que a tecnologia Wireless seguir em constante evolução. Uma das novidades é o chamado Wi-Fi 6, um novo padrão de conexão sem fio.

Lançado oficialmente em 2019, o Wi-Fi 6 é a evolução do Wi-Fi 5, que por sua vez é melhor do que o Wi-Fi 4 e assim por diante. Mas, talvez, você conheça esses padrões por outras nomenclaturas.

Até agora, as configurações dos dispositivos móveis trabalhavam com os padrões Wi-Fi 802.11n e 802.11ac, por exemplo. Bem, para facilitar a identificação, a Wi-Fi Alliance, responsável pela definição dos padrões Wi-Fi, criou uma nomenclatura mais simples.

Agora, o Wi-Fi 802.11n é chamado de Wi-Fi 4, enquanto o Wi-Fi 802.11ac é o Wi-Fi 5. Dessa forma, o Wi-Fi 6 é relativo ao padrão 801.11ax. Realmente, bem mais fácil. Mas quais as diferenças entre eles?

Veja quais as vantagens do Wi-Fi 6:

 

Encontre os melhores planos de internet banda larga e TV por assinatura na sua região e escolha o ideal para você!

 

Melhor velocidade e estabilidade

 

Como dito anteriormente, o Wi-Fi 6 (802.11ax) é a evolução do Wi-Fi 5 (802.11ac). O novo padrão de rede sem fio promete algo entre 30% e 40% a mais em velocidade de transferência de dados. Ou seja, navegação e downloads mais rápidos.

Além disso, o Wi-Fi 6 também chegou com o objetivo de suportar mais dispositivos conectados a uma mesma rede. É possível que você já tenha reparado que a velocidade de navegação em seu notebook diminui quando outra pessoa em casa roda um vídeo em streaming, por exemplo. Isso acontece porque a banda é dividida entre os vários aparelhos conectados na rede. Ao aumentar a capacidade de conexões simultâneas, isso não deve mais acontecer.

Como padrão, o Wi-Fi 6 pode identificar quais atividades exigem maior largura de banda. Dessa forma, atividades mais pesadas, como a navegação em uma Smart TV, vai receber um sinal mais forte do que navegações leves, como troca de mensagens online em um smartphone.

Até mesmo as interferências externas podem ser reduzidas com o uso do Wi-Fi 6. Sim, pois a redução da qualidade do sinal não depende só dos dispositivos conectados a uma mesma rede. Atualmente, incontáveis aparelhos emitem e recebem sinais, e essas ondas eletromagnéticas vivem se esbarrando por aí, o que também reduz a força do Wi-Fi. A ideia é que o Wi-Fi 6 se concentre apenas nos sinais relativos ao roteador utilizado.

Finalmente, uma outra vantagem prática é a redução do gasto de energia nos dispositivos móveis conectados ao Wi-Fi 6. A economia de bateria é possível por meio da identificação de períodos de inatividade, mesmo que conectados à rede.

Em resumo, o Wi-Fi 6 promete entregar melhor velocidade de navegação e download e sinal mais estável, mesmo com vários dispositivos conectados na rede, sem sofrer com interferências.

 

Como usar o Wi-Fi 6

 

É importante saber que, por ser uma tecnologia recente, o Wi-Fi 6 vai demorar um tempinho para se popularizar, como ocorreu com o Wi-Fi 5. Para aproveitar seus benefícios, será preciso que, tanto o roteador, quanto o dispositivo móvel seja compatível com a tecnologia. Para ter uma ideia, um dos poucos aparelhos que já funcionam nesse padrão é o Galaxy S10 da Samsung.

Para saber se o roteador ou aparelho é compatível com a tecnologia, procure pela informação nas configurações. Todos os dispositivos Wi-Fi informam o padrão de funcionamento. Até agora, eles eram informados pela nomenclatura antiga, ou seja, Wi-fi 802.11n, 802.11ac e 802.11ax. Então, procure por essas informações, ou pela nova nomenclatura: Wi-Fi 4, Wi-Fi 5 e Wi-Fi 6.

Caso apenas um dos aparelhos seja compatível com o novo padrão, seja ele o roteador ou o dispositivo móvel, a navegação não será comprometida. Entretanto, a conexão Wi-Fi será realizada em padrões mais antigo, ou seja, sem os benefícios do Wi-Fi 6.

 

Informe Publicitário
Tim

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Serviços Tim
A partir de
R$
117,00

por
mês

Vivo

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Vivo
A partir de
R$
129,99

por
mês

Oi

Melhor oferta

200MB

serviços digitais

Serviços Oi
A partir de
R$
99,90

por
mês

Net

Melhor oferta

120MB

serviços digitais

Serviços Net
A partir de
R$
99,00

por
mês

 

Wi-Fi 6 e frequência

 

O padrão Wi-Fi (4, 5 ou 6) é diferente da frequência de banda, que pode ser de 2,4 GHz ou 5 GHz. Todos os roteadores Wi-Fi funcionam em uma dessas frequências, ou em ambas, como nos roteadores dual band e tri band. Isso também vale para roteadores compatíveis com padrão Wi-Fi 6, que também trabalha nessas duas frequências.

Na verdade, essa é mais uma vantagem do novo padrão Wi-Fi, já que a geração anterior trabalha apenas com a frequência de 5 GHz. Como cada frequência tem suas vantagens, por exemplo maior velocidade ou maior alcance, essa versatilidade é uma ótima notícia.

 

voltar para o top