Xbox

The Surge – Review

Jogo The Surge apresenta um bom desafio para os fãs do “estilo Dark Souls”.

Lançado em 2017 pela Deck 13 Interact, o jogo The Surge segue bem a cartilha do chamado“ estilo Dark Souls”. Porém, o game é indicado para quem curte desafios complexos, tanto enquanto tenta desbravar os cenários, como na própria evolução do personagem.

Aqui, o jogador assume o papel de Warren. Após servir como cobaia em um experimento com exoesqueletos, Warren acorda em um cenário de destruição na sede da empresa CREO. Além de descobrir o que aconteceu, o gamer precisa encarar algumas criaturas bem estranhas pelo caminho.

Embora não conte com gráficos muito fora do normal, The Surge tem ambientação bem elaborada, que ajuda a conduzir a narrativa. Há até alguma tentativa de desenvolvimento do personagem. Entretanto, o alto nível de dificuldade é o que chama mais atenção no game.

 

Garanta o Xbox Game Pass e tenha acesso ilimitado a centena de jogos, incluindo diversos títulos do Xbox 360 com retrocompatibilidade para o Xbox One!

 

Escolhas estratégicas em vários momentos

 

Em um primeiro momento, a jogabilidade não parece muito diferente do que os jogadores estão acostumados. É preciso acumular pontos para evoluir no game e ganhar habilidades. Muitas delas são diretamente ligadas aos itens que formam o exoesqueleto do protagonista, então esses objetos pedem uma atenção especial.

Outra maneira de melhorar a armadura é recolher peças dos inimigos atacados. Para isso, os golpes devem ser dados de forma bem precisa, seguindo as instruções que aparecem na tela. Quando bem sucedidos, esses golpes são recompensados com mais elementos no arsenal do jogador.

Cada uma dessas peças adquiridas têm um propósito, com vantagens e desvantagens, como mais velocidade ou melhor capacidade de defesa. Assim, quanto maior a reserva, melhor. Além disso, o gamer também precisa fazer escolhas estratégicas ao longo do game. Sim, as peças da armadura podem ser alteradas em diferentes momentos.

Esse é um recurso bem legal em The Surge, que ajuda a deixar a jogatina mais dinâmica, já que cada golpe deve ser muito bem pensado.

Outras peculiaridades das mecânicas incluem uma certa precisão ao enfrentar os inimigos. Por exemplo, o jogador deve escolher qual posicionamento assumir nas batalhas e até os direcionamentos nos golpes.

 

Alto nível de desafio

 

Por um lado, essas mecânicas aumentam o nível de dificuldade em The Surge. Contudo, alguns jogadores mais impacientes podem não curtir o ritmo mais demorado. Acertar em todos esses detalhes podem fazer com que passar para a etapa seguinte ou desbloquear novas áreas do mapa e armas levem mais tempo do que muita gente está acostumada. Sendo assim, é bom avaliar se você curte esse tipo de game.

Outro ponto que pode deixar o game levemente repetitivo é que os inimigos são, em sua maioria, bem parecidos. É claro que existem algumas diferenças, principalmente em relação às peças que podem ser coletadas. Porém, visualmente, não há muita variedade.

 

The Surge no Xbox Game Pass

 

The Surge é um dos games que devem chegar ao Xbox Game Pass em breve. O serviço de assinatura da Microsoft dá acesso a centenas de títulos do Xbox One, como Monster Hunter: World, Resident Evil 5 e F1 2018, entre vários outros.

Vale lembrar que os gamers também podem assinar o Xbox Game Pass Ultimate que, além do catálogo de jogos, tem as vantagens do Xbox Live Gold, outro serviço exclusivo do Xbox One e da Microsoft.