icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Xbox

The Banner Saga – Review

Confira o game da Stoic que transporta o jogador à Era Medieval Nórdica, onde viverá uma jornada épica contra uma raça que poderá extinguir toda civilização

Desenvolvido pela Stoic Studio e publicado pela Versus Evil, The Banner Saga é um game de RPG que combina aventura e estratégia. O título foi lançado para PlayStation 4 e Xbox One em 2016, com uma versão da Nintendo Switch. Ele chegou ao mercado em 2018.

Confira os principais pontos do The Banner Saga na análise abaixo.

 

Quer curtir os melhores games no seu Xbox? Assine agora mesmo o Xbox Game Pass e aproveite uma biblioteca com centenas de jogos quando quiser!

 

História

 

Em The Banner Saga, o jogador viaja por paisagens bonitas que parecem vindas diretamente de um filme de animação. Além disso, o personagem luta com muitos inimigos, num game indicado para  pessoas que apreciam arte, história, aventuras e estratégia.

O título tem como cenário esse mundo dos deuses que costumavam caminhar pela terra, e agora estão mortos. Além disso, o Sol simplesmente deixou de se movimentar pelos céus, condenando parte do mundo a um dia infinito.

Na história, uma aliança entre Humanos e os gigantescos Varls foi criada para destruir os Dredges. Estes monstros são considerados seres do mal que estão assolando a terra após a morte dos deuses.

O jogador vai controlar o destino das duas caravanas, formadas por uma mistura entre humanos e os Varls, e que têm a missão de sobreviver a um novo grande conflito que parece estar prestes a se iniciar.

 

Jogabilidade e enredo

 

Além do modo campanha, o jogador poderá se aventurar no modo Multiplayer, chamado de Factions. Nele, é possível desafiar outros jogadores nos combates entre os clãs. O jogador também deverá evoluir seus personagens para deixá-los mais fortes e resistentes contra os inimigos.

O enredo é um ponto positivo do título com uma série de personagens carismáticos. O envolvimento com eles pode ser bom ou não, já que as escolhas do jogador serão as responsáveis p ela morte ou sobrevivência de cada um deles.

Neste caso, a premissa de que “Nem todos sobreviverão, mas todos serão lembrados”, faz todo sentido. Além disso, como líder das duas caravanas, a pessoa que controla o game terá que administrar a comida disponível e lidar com todos os conflitos que poderão surgir.

O game inicia quando o Varl, Vognir, e alguns companheiros são encarregados de escoltar Ludin, príncipe da capital humana Arberrang, para a capital de Varl, Grofheim, onde vão selar uma aliança entre as duas raças. No caminho, no entanto, Vognir é morto em um confronto com Dredge, levando Hakon a assumir o comando da caravana.

No percurso, a caravana encontra um homem inconsciente ao lado do cadáver de uma mulher no topo de uma torre. Enquanto eles o resgatam e continuam seu caminho, o homem, Eyvind, implora sem sucesso que Hakon retorne a Ridgehorn, convencido de que sua companheira ainda está viva.

 

Sistema de decisões

 

Um ponto positivo do The Banner Saga é o sistema de decisões. O jogador pode escolher sabiamente o que fazer dentro da história. É possível administrar os suprimentos na caravana, por exemplo, para evitar mortes, rebeliões e motins.

A questão da decisão é tão importante que, dependendo da escolha, a moral no grupo pode diminuir ou aumentar, levando a consequências, como o assassinato do arruaceiro.

 

Gráficos

 

O game conta com belos gráficos e um ótimo sistema de decisões. O jogador terá um grande desafio ao ter de escolher sabiamente por qual caminho seguir neste jogo, onde o que realmente vale é a melhor estratégia.

Os gráficos em 2D lembram bastante os desenhos animados dos anos 80 e 90. Mesmo com a referência Indie do game, o nível de detalhes, o balanceamento de cores e os cenários são trabalhados de forma primorosa.

A cada movimento do personagem, o jogador identifica novos movimentos na animação durante os combates, por exemplo. Os desenvolvedores conseguiram expressões faciais detalhadas e uma dublagem perfeita.

Tudo isso faz com que as sequências de animações tragam um tom nostálgico ao game.

 

voltar para o top