icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Xbox

Superhot – Review

Jogo de ação em primeira pessoa consegue inovar ao alterar a perspectiva de tempo.

É difícil que um jogo de ação em primeira pessoa consiga apresentar alguma coisa realmente diferente. Bem, Superhot conseguiu alcançar esse feito. O conceito parece bem simples: “o tempo só se move quando você se move”. Entretanto, essa premissa define completamente a forma de jogo.

Quando o jogador está parado em Superhot, nada mais se move. Isso vale para inimigos, objetos e balas. Assim, o gamer pode controlar o movimento de tudo o que aparece no cenário. Ao se mover devagar, até os projéteis seguem em câmera lenta.

A partir desse detalhe, toda a mecânica de um jogo de tiro em primeira pessoa muda totalmente. O objetivo é chegar ao fim de cada fase deixando os adversários para trás. Mas as ações que levam ao sucesso são bem diferentes de outros games do estilo.

 

Quer jogar Superhot e outras centenas de games? Acesse já o Xbox Game Pass na Xbox Store!

 

Estratégia e alguma paciência

 

O segredo de Superhot é analisar cada elemento em cena. Ao interromper o game, ou seja, apenas não se mover, o jogador deve desenvolver seus próximos passos. Esse tempo deve ser usado para descobrir como escapar das balas, tomar as armas dos adversários e liquidar os inimigos.

E mesmo na hora de agir, vale pensar na velocidade ideal, afinal, toda a cena vai acompanhar o ritmo do protagonista. Qualquer passo de impulso pode acabar com a estratégia desenhada. Sai o ritmo frenético de “correr, atirar e se esconder” e entra um puzzle complexo e cheio de elementos que devem ser levados em consideração.

 

Atenção às mecânicas

 

Desde o início, a pressa é a inimiga em Superhot. Vale a pena tirar mais tempo para entender as mecânicas do game, já que isso vai ajudar muito nas fases seguintes.

O combates não se resumem aos tiros, e alternam entre o uso de outras armas e lutas corporais. Mais uma vez, cada método vai ser escolhido de acordo com a estratégia para escapar daquela fase em particular.

Ao apresentar novos elementos e novos níveis de dificuldades, a cada etapa o game fica longe de parecer repetitivo ou cansativo.

As fases curtas também ajudam nesse aspecto, já que uma tentativa que não dá certo, não chega a causar uma frustração. Pelo contrário, essa experiência leva o jogador a analisar quais pontos devem ser alterados.

A cada etapa vencida, o jogador pode acompanhar toda a cena em tempo real. Além daquele gostinho de “dever cumprido”, é bem interessante descobrir como tudo aconteceu sob essa nova perspectiva.

Mesmo voltando nas etapas, Superhot tem uma campanha principal curta, que pode ser superada em algumas horas. Depois, alguns modos diferentes dão ao título uma vida útil maior, com outros objetivos e níveis de dificuldades.

 

Minimalismo

 

Sem dúvidas, o controle do tempo é o grande trunfo de Superhot. Mas seu visual extremamente minimalista desperta a atenção. Toda a ação ocorre nas mesmas paletas de cores, com o cenário branco, os objetos (inclusive as balas) em preto e os inimigos em vermelho.

Em primeiro lugar, esse recurso funciona bem no desenvolvimento das estratégias. Além disso, também mostra que a premissa de Superhot foi bem desenvolvida. O game não acerta só ao apresentar uma ideia nova, mas, principalmente, em sua execução.

Contudo, o mesmo não pode ser dito do roteiro. Embora fique clara a tentativa de metalinguagem, a narrativa não convence. No fim das contas, o jogador segue em Superhot pura e simplesmente pelo desafio de chegar na próxima fase.

Mas não é nada que comprometa a experiência. Claramente Superhot apostou em seu novo sistema de jogo para conquistar a atenção. E, nesse ponto, o título se sai muito bem.

 

Superhot no Xbox Game Pass

 

Os assinantes do Xbox Game Pass, serviço que oferece acesso a centenas de jogos para Xbox One, podem matar a curiosidade e se arriscar a controlar o tempo com Superhot. O game deve entrar no catálogo do serviço em breve, acompanhando títulos como Surviving Mars, Tacoma e For the King.

Sem esquecer que a Microsoft também lançou o Xbox Game Pass Ultimate, que juntou a assinatura de jogos e as vantagens do Xbox Live Gold. Uma chance e tanto de aproveitar todos os recursos do Xbox One.

voltar para o top