icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Blog

Super Apps: pesquisa Google revela que brasileiro não conhece, mas está disposto a baixar

Modalidade de aplicação reúne diversos serviços em um só lugar, economizando espaço.

Tendência, os Super Apps, são aplicações que reúnem funções distintas. Eles estão em ascensão e, de acordo com pesquisa do Google, o Brasil é um mercado potencial.

Isso porque o estudo apontou que, apesar do brasileiro ainda não estar familiarizado com os Super Apps, está disposto a baixar e experimentar.

A pesquisa foi apresentada no App Summit. O evento da Mountain View é dedicado à indústria de aplicativos.

Segundo o Google, o estudo reuniu respostas de 500 pessoas no mês de agosto e revelou que 80% dos brasileiros nunca ouviram falar nos Super Apps. Contudo, 45,8% estão dispostos a experimentar. Além disso, 20,3% baixariam imediatamente.

 

Usa muitos aplicativos no celular? Conheça os planos da Claro com acesso a apps sem descontar da franquia da internet e aproveite a economia!

Pesquisa também revelou preferências com relação aos Super Apps

Além de mostrar o interesse dos brasileiros pelos Super Apps, a pesquisa do Google também apontou algumas preferências de uso para essas aplicações.

Para 30,1% dos ouvidos, por exemplo, a grande vantagem dos Super Apps está ligada à economia de espaço interno nos smartphones.

Isso porque a ideia de aplicativos desse tipo é reunir diversas funcionalidades em um só lugar. Isso inclui serviços de delivery de comida, troca de mensagens e até carona compartilhada.

Por falar nisso, a troca de mensagens foi apontada como uma das maiores vantagens dos Super Apps. Segundo 44,8% dos entrevistados, essa funcionalidade seria essencial.

Ainda segundo a pesquisa, compras (30,3%) e serviços de delivery (29,2%) precisam ser contemplados pelos Super Apps. Logo depois, aparecem serviços de compra de passagens aéreas, consultas médicas, além de recursos ligados à mobilidade e finanças.

voltar para o top