icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Notícias

Samsung inclui chip especial para segurança no Galaxy S20

Sistema tem hardware dedicado e software desenvolvido para oferecer maior proteção de dados sensíveis do usuário.

A nova linha Galaxy S20 já foi lançada há algumas semanas. Entretanto, a Samsung segue com o anúncio sobre novos recursos de seus tops de linha de 2020. Em comunicado, a fabricante divulgou que os modelos contam com um chip especial, focado na segurança e maior proteção dos dados do usuário.

O chamado Elemento Seguro (SE, na sigla em inglês para Secure Element) está presente no Galaxy S20, S20 Plus e no Galaxy S20 Ultra. De acordo com a Samsung, a peça consiste em uma mistura de hardware, com o chip S3K250AF, e software.

O sistema recebeu certificação Common Criteria Evaluation Assurance Level (CCEAL) 5+, o nível mais alto atualmente em relação à proteção dos dados.

Na prática, o chipset dedicado funciona como uma “pasta s egura”, com armazenamento isolado dos principais itens de autenticação como PINs, senhas e credenciais de criptomoeda. Ou seja, essas informações ficam separadas do armazenamento interno regular dos aparelhos.

O sistema oferece, ainda, contramedidas para se defender de ataques de hackers, como uso de engenharia reversa e falhas de energia, o que torna o acesso ou cópia das informações armazenadas mais difíceis.

 

Acompanhe o lançamento do Galaxy S20 no Brasil com a loja online TIM!

Elemento Seguro da Samsung pode chegar a outros smartphones

Por enquanto, o Elemento Seguro é encontrado apenas nos aparelhos da linha Galaxy S20. Entretanto, é possível que o sistema apareça em outros modelos da Samsung. Além disso, o chip dedicado pode ser disponibilizado para outras fabricantes que tenham a empresa como fornecedora.

Apesar de eficiente, o sistema não chega a ser uma novidade. Soluções similares já apareceram em smartphones Google e Apple. 

Porém, o chip seguro da Samsung é mais parecido com o Titan M do Google, que também trabalha com um chip dedicado. Do outro lado, a Apple optou por incluir o recurso como parte do chip A13 Bionic, da linha iPhone 11.

voltar para o top