Smartphones

Samsung Galaxy J7 Pro: prós e contras

Um dos celulares Samsung mais buscados, Galaxy J7 Pro tem prós e contras que podem deixar dúvidas na hora de comprar. Confira seus pontos positivos e negativos.

Apesar de seus prós e contas, o Galaxy J7 Pro é um celular que agrada a muita gente. Lançado em outubro de 2017 no Brasil, ele ficou entre os modelos mais buscados online em 2018. Além disso, foi o celular Samsung mais vendido em 2018. Um dos principais fatores é a boa relação entre custo e benefício, que certamente é uma vantagem no Galaxy J7 Pro.

Contudo, o modelo também tem seus pontos fracos, como o design que não segue modelos mais recentes. Entretanto, balanceando prós e contras do Galaxy J7 Pro, é possível ter um bom resultado.

Além disso, é necessário considerar o seu preço. No lançamento, o aparelho custava R$ 1.699. Entretanto, hoje em dia, já pode ser comprado em lojas online por cerca de R$ 1.200. A seguir, confira os prós e os contras do Galaxy J7 Pro!

 

Prós do Galaxy J7 Pro

 

Tela grande e Full HD

A preferência dos usuários por telas grandes tem sido significativa. Tanto que a maioria dos celulares vem aderindo a displays com dimensões generosas. No Galaxy J7 Pro não foi diferente.

Um dos pontos positivos do Galaxy J7 Pro é ter tela grande, e com boa resolução. Contudo, o modelo conta com 5,5 polegadas e definição Full HD (1.920 x 1.080 pixels). Essa é a mesma resolução encontrada no Galaxy A8, que tem a maioria das especificações superiores, por exemplo.

Além disso, seu concorrente, o Moto G6, também tem tela Full HD. Contudo, isso reforça este ponto positivo do Galaxy J7 Pro.

No geral, a definição permite a boa visualização de imagens como filmes e outros vídeos no celular. Todavia, o Galaxy J7 Pro conta ainda com a tecnologia Super AMOLED para deixar as imagens com cores mais vivas e brilhantes.

 

Câmera frontal com flash

Um ponto muito levado em consideração pelos usuários na hora de escolher um celular é a câmera. Contudo, as câmeras frontais ganharam popularidade por causa dos autorretratos, chamados de selfies.

Contudo, a Samsung vem investindo em modelos de smartphone com boas câmeras frontais, além de flash LED, como é o caso do Galaxy J7 Pro. O sensor é de 13 megapixels e tem abertura f/1.9. Este número representa a capacidade de captar luz que o celular tem. Quanto menor ele for, melhor. E, no caso do Galaxy J7 Pro, f/1.9 é uma boa especificação.

A nível de comparação, o Moto G6 conta com câmera frontal de 8 megapixels e abertura f/2.2. Apesar de também contar com flash frontal, a tendência é que as imagens do celular Motorola fiquem mais escuras.

 

Bom custo-benefício

Como já citado, o Galaxy J7 Pro é um celular com boa relação entre custo e benefício. Isso acontece quando um aparelho traz especificações que são vantajosas para o seu custo inicial.

Por exemplo, ele tem processador octa-core de até 1,6 GHz, 64 GB de espaço interno, câmeras frontal e traseira de 13 megapixels com boas aberturas. Além disso, foi lançado com Android 7 (Nougat), mas já teve atualização para uma versão mais recente, o Android 8 (Oreo).

O modelo ainda aceita cartão de memória de até 256 GB. Isso sem falar que é dual chip, permitindo o uso de dois dos melhores planos de celular. Tudo isso custando em média R$ 1.200, valor que fica na média do pedido pelo Moto G6 (64 GB) e do Galaxy J8, por exemplo. O Galaxy J7 Pro pode ser comprado nas cores, preto, azul e dourado.

Todavia, tem bateria de 3.600 mAh, que é acima da maioria dos modelos. No top de linha da marca, o Galaxy S9, por exemplo, são 3.000 mAh. Contudo, a bateria do Galaxy J7 Pro deve aguentar um dia inteiro de uso sem maiores problemas.

Além disso, o Galaxy J7 Pro tem leitor de digitais para desbloqueio de tela. Todavia, também é compatível com o sistema de pagamento da marca, o Samsung Pay.

 

Contras do Galaxy J7 Pro

 

Design que não segue tendência alongada

O design do Galaxy J7 Pro é um ponto que pesa contra o smartphone. Isso porque, em 2018, a Samsung começou a renovar o desenho de seus aparelhos, incluindo os celulares intermediários.

Foi o que aconteceu com o Galaxy J8, por exemplo. O modelo conta com o chamado “Display Infinito”. Todavia, é praticamente sem bordas na tela e segue o formato 18,5:9, já bastante usado em celulares top de linha.

Contudo, no Galaxy J7 Pro, o design ainda segue o antigo formato 16:9. Porém, o celular Samsung tem construção em metal, o que o torna mais resistente e elegante, por exemplo.

 

Memória RAM abaixo dos concorrentes

O Galaxy J7 Pro tem 3 GB de memória RAM. Contudo, não deve decepcionar na multitarefa quando estiver usando aplicativos mais simples como redes sociais e navegador de internet. Entretanto, no caso de jogos mais pesados, pode deixar a desejar.

Sobretudo quando comparado a outros modelos à venda no mercado brasileiro que estão na mesma faixa de preço. Para começar, o Galaxy J8, da própria Samsung, tem 4 GB de memória RAM. Já o concorrente Moto G6 Plus conta com os mesmos 4 GB, deixando o Galaxy J7 Pro para trás.

Deixe um comentário

avatar