Xbox

Rumores apontam que Microsoft e Nintendo estão trabalhando em Game Pass para o Switch

Serviço de assinatura de games da Microsoft pode ficar disponível no console híbrido da Nintendo.

A Microsoft e a Nintendo são duas fortes atuantes na briga pela preferência do público do mercado de games. De um lado, a empresa norte-americana investe alto em consoles e títulos cada vez mais elaborados. Do outro, a japonesa já foi responsável por alguns dos games mais famosos de todos os tempos.

Sendo assim, uma união entre elas só pode representar uma ótima notícia para o público gamer. E, aparentemente, isso está cada vez mais possível.

Informações vazadas pelo portal Direct Feed Games, famoso por acertar nas previsões, indicam que a Microsoft deve disponibilizar o serviço Game Pass para o Nintendo Switch.

Para quem não conhece, o Game Pass é um serviço de assinatura da Microsoft que dá acesso a centenas de títulos. Isso inclui todos aqueles jogos exclusivos do Xbox. Entretanto, pelo menos por enquanto, a assinatura, que pode ser mensal ou anual, só está disponível para os consoles Xbox e versão para computadores.

Caso a notícia se confirme, esse enorme catálogo de títulos também poderá ser acessado pelos donos de um Nintendo Switch, o console portátil híbrido da japonesa.

 

Tenha acesso exclusivo e ilimitado a mais de 100 jogos para baixar e jogar quando quiser! Garanta seu Xbox Game Pass agora mesmo!

 

 

Jogos do Game Pass devem rodar por streaming

 

A configuração do Nintendo Switch é bem mais modesta do que os consoles da Microsoft. Isso poderia atrapalhar o desempenho de alguns games mais complexos.

Para contornar esse problema, o mais provável é que os jogos do Game Pass rodem em streaming, por meio da tecnologia XCloud, recém anunciada pela Nintendo. Assim, não será preciso fazer o download dos games no console portátil. Entretanto, será preciso uma conexão ativa com a internet, claro.

Ou seja, o Game Pass funcionaria como uma grande biblioteca de jogos online para Nintendo Switch, o que não parece nada mal.

 

Alguns títulos podem ganhar versões nativas para Nintendo Switch

 

As informações indicam que a parceria entre a Microsoft e a Nintendo também pode resultar no lançamento de algumas versões nativas para o Switch. Títulos até então exclusivos do Xbox podem receber edições especiais para o console híbrido da Nintendo.

Entre eles, os rumores mencionam o Ori and The Blind Forest, game com pegada altamente artística que ficaria muito interessante no Switch. Outro título lembrado foi o Lucky’s Tale. Vale lembrar que isso não seria inédito. O jogo Hellblade: Serua’s Sacrifice já teve uma versão confirmada para o console da Nintendo.

Com a parceria entre Nintendo e Microsoft, os donos do Switch teriam acesso a algumas das maiores franquias do mercado. Por exemplo, será possível acessar as edições de Halo, Gears of War e Forza Motorsport, além de outros títulos editados ou disponibilizados pela Microsoft.

 

Informe Publicitário
Tim

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Serviços Tim
A partir de
R$
117,00

por
mês

Vivo

Melhor oferta

100MB

serviços digitais

Vivo
A partir de
R$
129,99

por
mês

Oi

Melhor oferta

25MB

serviços digitais

Serviços Oi
A partir de
R$
114,90

por
mês

Net

Melhor oferta

120MB

serviços digitais

Serviços Net
A partir de
R$
99,00

por
mês

 

Quem ganha com a parceria

 

Essa mudança afeta a empresa americana em níveis diferentes. Por um lado, a parceria pode representar uma queda nas vendas do Xbox One, que deve, inclusive ganhar uma novas versões em breve.

Contudo, a parceria também pode aumentar consideravelmente o número de assinaturas do serviço Game Pass. E, consequentemente, o maior alcance dos títulos editados pela empresa.

Para a Nintendo, a maior oferta de títulos disponíveis no Switch parece um excelente negócio. Principalmente considerando os games disponíveis no Game Pass da Microsoft. E essa não é a primeira vez que o console híbrido tem acesso a um jogo por streaming. Em 2018, os donos de um Nintendo Switch do Japão já conheceram o serviço de streaming do console para rodar Resident Evil 7.

Porém, vale um alerta: assim como aconteceu com o RE7, muitos games que podem chegar por meio do Game Pass são bem pesados. Isso quer dizer que exige altos níveis de conexão com a internet e estabilidade.

Bem, o que é possível afirmar é que, caso essa parceria seja bem sucedida, quem tem a ganhar é o público. Afinal, é uma alternativa a mais para acessar as centenas de jogos disponíveis do Game Pass. Agora só resta torcer, já que as empresas ainda não fizeram nenhum pronunciamento que confirme, ou negue, uma possível parceria.