icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Notícias

Operadoras querem expandir uso de dispositivo para aumentar potência do 4G em algumas regiões

Novas propostas buscam o crescimento do serviço, que terá papel importante na internet 5G.

As femto-células, dispositivos que reforçam potência e alcance dos sinais 3G e 4G, têm utilização permitida no Brasil desde 2013. Seu objetivo é, basicamente, reduzir problemas relativos à falta de cobertura em espaços fechado. Entretanto, as operadoras de telefonia buscam expandir o uso do dispositivo no país.

O principal pedido das empresas é que as femto-células possam ser usadas por todos os serviços de telecomunicações. Até então, o texto propõe a utilização apenas pelas redes SMP, SME e SCM, de telefonia móvel pessoal e comunicação multimídia.

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), as faixas de frequência usadas por esses serviços são as mesmas utilizadas pelo serviço telefônico fixo comutado (STFC) na utilização da tecnologia conhecida como Fixed Wireless Technology (FWT).

Logo, segundo representantes da entidade, não há motivos para que outros serviços compatíveis não aproveitem as vantagens das femto-células ou que terminais STFC que usam FWT não possam usar os dispositivos para se conectar às redes.

 

A TIM oferece serviços de telefonia e internet móvel em todo o país. Escolha o melhor plano da TIM para você!

Evolução na internet móvel

Um dos principais argumentos das operadoras de telefonia é que as femto-células terão papel primordial na instalação da tecnologia 5G. A previsão é que, até 2025, 70 milhões desses dispositivos estejam em funcionamento em todo o mundo. Até agora, o Brasil tem cerca de 1.200 femto-células em operação. 

Entre as sugestões das empresas, estão formas de facilitar o crescimento do uso desses dispositivos no país. 

Em um primeiro momento, antes mesmo da chegada da internet 5G, essas iniciativas podem melhorar o alcance dos sinais 3G e 4G. por exemplo, uma das propostas é que a instalação das femto-células possam ser realizadas pelos próprios usuários, fornecidas pelas operadoras como um serviço extra.

 

 

As femto-células são pequenos reforçadores de sinal de baixa potência (até 1 watt) e maior alcance. Em muitos países, o dispositivo é usado em ambientes internos de alta concentração de pessoas, como forma de melhorar o sinal de internet. 

Entretanto, embora a tecnologia possa ser usada no Brasil desde 2013, a adesão foi baixa, por conta das restrições impostas. Caso as propostas sejam aprovadas, a expectativa é de que o cenário comece a mudar.

 

Quer economizar no seu plano de celular e banda larga? Confira aqui as melhores ofertas da semana!

voltar para o top