icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Xbox

Microsoft afirma que Project Scarlett vai ter maior taxa de frames por segundo possível

Games em 4K a 60 fps e retrocompatibilidade estão na mira da empresa.

O lançamento do novo console da Microsoft, Project Scarlett, está previso para o fim de 2020. Entretanto, as possíveis novidades sobre o sucessor do Xbox One já começam a aparecer. Em entrevista, o executivo da divisão de games da empresa, Phil Spencer, afirmou que a alta taxa de frames por segundo é um dos focos do projeto.

Normalmente, a taxa maior de frames em um console é uma consequência da busca por imagens mais aprimoradas. E é claro que esse lado não vai ficar de fora do Project Scarlett, que deve ter suporte para imagem 8K e tecnologia Ray Tracing para imagens mais realistas.

Entretanto, no novo console, a taxa de frames vai ter  mesma importância da qualidade dos gráficos. 

Apresentado durante a E3 2019, a Microsoft já havia sinalizado que o Project Scarlett pode alcançar até 120 frames por segundo, mas em definições de imagens mais baixas. Segundo Spencer, o objetivo é melhorar a jogabilidade, e alcançar uma taxa de 60 fps (frames por segundo) em definição 4K é a meta.

“Garantir que os jogos carreguem incrivelmente rápido e que o jogo esteja rodando na mais alta taxa de quadros possível. (…) As pessoas adoram os jogos 4K em 60 fps, acho que isso é uma meta real para nós”, afirma spencer.

 

Enquanto o Project Scarlett não chega, aproveite o acesso a mais de cem jogos para Xbox One com uma assinatura do Xbox Game Pass.

Retrocompatibilidade com os consoles anteriores

Outra boa notícia que foi entregue por Phils Spencer é a retrocompatibilidade com os games lançados para gerações anteriores do Xbox. 

Assim, o Project Scarlett deve poder rodar jogos lançados para Xbox, Xbox 360 e Xbox One. O executivo diz, ainda, que essa compatibilidade também deve acontecer em relação aos joysticks. 

“O que você já comprou de nós, sejam jogos ou os controles que usa, queremos ter certeza de que eles serão compatíveis com a versão de maior fidelidade do nosso console, que, na época, será obviamente aquela que acabamos de lançar”, declara.

voltar para o top