Internet Banda Larga

Internet via Satélite – tudo que você precisa saber antes de contratar!

Descubra como funciona a internet via satélite, conheça suas vantagens, desvantagens e veja os planos disponíveis

Ter internet banda larga já é realidade para muitos brasileiros. Os serviços continuam se expandindo, à medida em que as operadoras aumentam sua cobertura no país. Porém, ainda existem regiões em que a banda larga por fio ou fibra ótica ainda não chegou. Nesses casos, uma solução é contratar um pacote de internet via rádio, ou mesmo via satélite.

Quem precisa de um plano de internet rural, por exemplo, costuma encontrar na conexão via satélite a melhor solução. Atualmente, existem diversas opções de empresas que oferecem os serviços em diferentes cidades do Brasil.

Aliás, essa é uma das principais vantagens da internet via satélite: usar uma estrutura já existente para oferecer cobertura em diferentes cidades, sem novas obras ou grandes custos com a implementação, no caso de satélites que já estejam em órbita.

Acompanhe as linhas a seguir para conhecer mais vantagens e desvantagens da internet via satélite, além de descobrir alguns planos dessa conexão no Brasil.

Como funciona a conexão via satélite?

Como o nome já sugere, para usar esse tipo de conexão é preciso que haja um satélite na órbita da terra que tenha essa função. Ele se comunica com servidores das operadoras, que por sua vez repassam os dados ao computador do usuário. Ou seja, a internet via satélite trabalha recebendo e enviando dados, a chamada conexão bidirecional.

Para ter a internet via satélite em casa, é preciso ter uma antena, que é praticamente igual a uma antena de TV por assinatura. Ela vai se comunicar com os satélites, que chegam a ficar a 35 mil km da superfície terrestre. Além disso, é preciso ter um modem, assim como acontece com a banda larga DSL.

Quais são as vantagens da internet via satélite?

A grande vantagem da internet via satélite é que pode ser oferecida em qualquer parte do planeta, ao menos em tese. Além disso, o satélite fica fixo em relação ao eixo da terra, o que evita que o sinal se perca. Dessa maneira, a internet via satélite chega a locais no interior, cidades litorâneas ou fazendas, por exemplo.

Assim como na internet banda larga cabeada, ao usar a internet via satélite, o usuário poderá criar uma rede doméstica para que diversos dispositivos se conectem ao mesmo tempo através do Wi-Fi. Algumas empresas de internet via satélite já oferecem modem Wi-Fi de maneira gratuita para os clientes.

Em locais mais afastados dos centros urbanos, a internet via satélite pode ser a melhor opção de conexão. Isso porque a internet via rádio tende a sofrer mais interferências do que a via satélite, além de depender de grandes antenas, que pode ser uma infraestrutura que ainda nem exista na cidade.

Já a conexão banda larga por cabos, a DSL, tende a perder velocidade e ficar mais instável à medida em que as distâncias aumentam.

Tem ainda a internet discada (dial-up). No entanto, ela pode não ser vantajosa por apresentar velocidades inferiores, além de ocupar a linha telefônica.

man watching computer game

E as desvantagens da internet via satélite?

Além de custar mais caro que a banda larga por cabo, a internet via satélite também perde em velocidade. Quando surgiu, ela podia alcançar velocidades até dez vezes maiores do que a internet discada, que era a mais usada na época.

No entanto, hoje em dia chega a ultrapassar os 20 MB de velocidade, ficando muito atrás de planos como o Vivo Fibra de 300 MB, que funciona por meio de cabos de fibra ótica.

A internet via satélite também tem alta latência (ping), ou seja, o tempo de resposta na troca de dados entre cliente e satélite costuma ser alto. Essa é uma desvantagem para quem pretende assistir a vídeos por streaming ou jogar online, pois a alta latência acarreta em travamentos.

Outra desvantagem é que pode sofrer interferências, como em caso de chuvas. Vale lembrar, no entanto, que outros tipos de conexão também podem ser afetadas por outras circunstâncias.

Além disso, na internet via satélite costuma haver franquia de dados, assim como acontece nos planos de telefonia móvel, por exemplo. Dessa forma, algumas operadoras podem cortar a internet quando a franquia chegar ao fim, ou podem simplesmente diminuir a velocidade da conexão.

Conheça alguns planos de internet via satélite

As operadoras de internet via satélite costumam ser regionais, não atendendo a todo o Brasil. As mais conhecidas são a HughesNet e a NetLight.

A primeira é norte-americana e passou a oferecer internet via satélite no Brasil em 2016, com o objetivo de cobrir regiões em que a banda larga cabeada não chega, como cidades do interior, fazendas e sítios,  por exemplo.

A princípio, sua cobertura era de 4 mil cidades brasileiras, tornando-se uma boa opção para grande parte das pessoas que antes não tinha acesso à internet fixa. O planejamento da operadora é de cobrir 100% do território nacional até o ano de 2020.

Os planos da HughesNet são divididos em Dia, Noite e Empresarial. Eles vão de 10 MB a 25 MB de velocidade, custando a partir de R$ 169,90 mensais.

Já a NetLight oferece mais planos específicos para empresas, apesar de também contar com opções residenciais. Sua cobertura se restringe aos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal. Já as velocidades vão de 2 MB a 12 MB, a depender do pacote escolhido. A operadora não informa os preços em seu site.

Deixe um comentário

avatar