Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Xbox

Inside – Review

Game de quebra-cabeça fica mais interessante quando o jogador não sabe o que esperar.

Espécie de sucessor do clássico Limbo, Inside é um game de 2016 lançado para PC, Xbox One, Nintendo Switch, iPhone e PlayStation 4. O jogo de quebra-cabeça é intrigante e cheio de surpresas. Um review mais completo, por exemplo, poderia dar spoilers que acabariam com a graça de Inside.

Desenvolvido pela Playdead, Inside é o tipo de game que fica mais emocionante e intrigante quando o jogador não sabe o que esperar.

A campanha dura em média três horas e oferece tensão e desafio. O jogador precisa controlar um garoto que não tem nome, o que torna o game ainda mais intrigante pela ausência de um enredo mais bem explicado.

 

Assine agora mesmo o Xbox Game Pass e tenha acesso a mais de 100 jogos diferentes!

 

Mortes inesperadas são frequentes em Inside

 

Em Inside, as mortes inesperadas são frequentes. Como não há instruções sobre o que deve ser feito, o jogador precisa passar por esse tipo de situação algumas vezes até entender o que precisa fazer para evitar o fracasso. Além disso, há diversas animações de morte.

Durante o jogo, é preciso desvendar alguns puzzles enquanto desbrava uma fábrica na pele do menino misterioso. Esses quebra-cabeças são apresentados de maneira bastante criativa e original, mas alguns podem soar fáceis demais. Contudo, como não há instruções, os quebra-cabeças devem ser resolvidos de maneira intuitiva, o que costuma funcionar.

Outro ponto importante sobre o game é que há apenas dois comandos: um para saltar e outro para interagir.

Alguns momentos podem gerar mais tensão no game, como o encontro com criaturas vivas. Entre elas estão cães e outras mais estranhas. A fuga desses seres costuma ser por um fio, e a tensão do jogador pode colocar tudo a perder.

 

Visual bem trabalhado chama a atenção em Inside

 

O jogo tem praticamente todas as cenas em tons de cinza, mas pontos de cor aparecem para contrastar com os ambientes escuros. Há várias nuances em Inside, que mostram que teve detalhes bem trabalhados e pensados. 

Isso inclui a poeira que cai, os pingos de chuva ou os raios solares, por exemplo. Além disso, a câmera se movimenta para sempre mostrar os melhores ângulos e cenas. Ela se afasta e se aproxima, sempre evidenciando algo.