icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Notícias

Edital da Anatel para leilão do 5G pode ser alterado para atrair investimentos estrangeiros

Mudança pode atrasar, ainda mais, a chegada do 5G no Brasil.

O primeiro passo para a instalação da conexão 5G no Brasil é o leilão de frequências da Anatel. Contudo, modificações sugeridas pelo conselheiro da agência, Vicente Aquino, podem atrasar ainda mais esse processo. Um dos objetivos das mudanças é atrair investimentos estrangeiros para as transações.

Para que isso ocorra, é necessário transformar o edital em um PPI – Programa de Parceria de Investimentos, medida que permite a divulgação em eventos estrangeiros. 

 

Enquanto o 5G não chega, aproveite a conexão 4.5G dos planos Claro Controle com WatsApp e redes sociais ilimitados.

 

Assim, além da ampliação de competição no processo licitatório, haveria a possibilidade de novas operadoras de telecomunicações entrarem no mercado nacional.

Outra sugestão do conselheiro da Anatel é uma reserva exclusiva para Prestadoras de Pequeno Porte (PPP) e novas players. Com isso, entrariam no leilão as faixas de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz. 

Para aquisição de direito de uso das frequências, o Brasil seria separado em 14 lotes, que misturam regiões de maior e menor interesse de mercado.

 

Novo cronograma

Inicialmente, o leilão de frequências da Anatel estava previsto para o primeiro trimestre de 2020. Contudo, a transação já foi adiada para algum momento do segundo semestre.

Com as possibilidades de alteração, o processo pode sofrer novos atrasos, o que levaria o leilão para algum momento do 4º trimestre de 2020.

Além das questões burocráticas, a implementação do 5G no Brasil esbarra em questões técnicas, como a interferência entre os sinais da nova rede com antenas parabólicas.

 

Quer economizar no seu plano de celular e banda larga? Confira aqui as melhores ofertas da semana!

voltar para o top