icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Dicas e curiosidades

É seguro utilizar a biometria no celular?

Veja alguns mitos sobre a biometria no celular e descubra se ela é segura.

Nos bancos, nas eleições e até nos celulares… A biometria chegou para ficar. Mas assim como todas as novidades, também trouxe algumas dúvidas como “é seguro utilizar a biometria no celular?”.

De maneira geral, a resposta é sim. Isso porque os dados são criptografados e dificilmente podem ser roubados. Além disso, a biometria no celular garante que só você poderá desbloquear a tela, oferecendo mais segurança.

Tudo isso é resultado de muita pesquisa e investimento em tecnologia, que permitiu ainda que o acesso ao smartphone seja liberado pelas digitais dos dedos, pela palma da mão, pela leitura da íris dos olhos ou mesmo por reconhecimento facial. 

De acordo com a pesquisa de mercado Research and Markets, a estimativa é que até 2023 os gastos com a tecnologia superem os 51 bilhões de dólares.

Ainda assim, algumas pessoas ainda não confiam na segurança da biometria no celular. Um levantamento do Panorama Mobile Time/Opinion Box, de 2018, mostrou que só 27% dos brasileiros com smartphones compatíveis com a tecnologia usam a biometria para desbloquear as telas dos aparelhos. O mesmo estudo apontou ainda que a maior parte dessas pessoas tem 50 anos ou mais.

Se você é um dos que não está convencido de que é seguro usar a biometria no celular, confira a seguir alguns mitos sobre o assunto!

Quer comprar um celular com leitor biométrico? Encontre os melhores modelos na loja da TIM e aproveite os descontos ao contratar junto um plano para o seu aparelho.

É possível que as informações biométricas sejam roubadas por hackers?

Já quanto ao roubo das informações da biometria no celular, o fato é que é praticamente impossível que um hacker consiga obter acesso a elas. Isso porque os dados biométricos são transformados em um código binário de alta complexidade, que por sua vez é encriptado.

Leitor de impressão digital funciona com dedo decepado?

Entre os mitos de usar a biometria está o de ela funcionar com um dedo que foi decepado. Isso não é verdade, pois hoje em dia as tecnologias também reconhecem os batimentos cardíacos e o fluxo sanguíneo, por exemplo.

Contato com leitor biométrico do celular causa doença?

Alguns acreditam até que o contato com equipamentos para a leitura biométrica podem causar doenças, fato que nunca foi comprovado. Além disso, se a opção pelo desbloqueio por biometria no celular for a leitura da íris ou o reconhecimento facial, não é necessário encostar em nada.

O desbloqueio por reconhecimento facial pode ser feito com fotos?

Por fim, uma dúvida sobre a segurança da biometria nos celulares é quanto ao reconhecimento facial. Alguns experimentos já mostraram modelos que foram desbloqueados a partir da foto do usuário, o que dá brechas para fraudes.

Porém, é preciso esclarecer que existe o reconhecimento facial 2D e 3D. No primeiro caso, é possível haver alguma falha de segurança e o desbloqueio ser feito por meio de uma foto. 

Já quando há um sensor 3D, como uma câmera Time of Flight (ToF) isso não acontece, pois ele consegue mapear a profundidade e entender quando se trata de um rosto de verdade e quando é uma foto.

Entre os celulares com sensor ToF estão o Huawei P30 Pro, o Galaxy S10, o Galaxy A80 e o LG G8S ThinQ.

Quer economizar no seu plano de celular e banda larga? Confira aqui as melhores ofertas da semana!

voltar para o top