Dicas

Como usar os comparadores de preço?

Quer comprar mais barato de maneira prática? Descubra como usar os comparadores de preço para encontrar o produto que deseja pelo menor valor!

Os sites comparadores de preço, como o nome já sugere, listam os valores dos produtos em diversas lojas, o que ajuda os usuários a comprar mais barato. Mas você sabe como usar comparadores de preço para economizar?

Para ajudar, veja a seguir como funcionam os comparadores de preço e saiba como usá-los a seu favor na hora de comprar um produto tanto online quanto em lojas físicas.

 

Como funcionam os comparadores de preço?

Muita gente não sabe como funcionam os sites comparadores de preço, ou como eles conseguem ganhar dinheiro com o negócio. Então, antes de saber como usar os comparadores de preço, é importante saber como eles funcionam.

Basicamente, as lojas que aparecem quando você busca um produto no site são anunciantes. Imagine que o site comparador de preço é um jornal e a loja quer anunciar um produto no periódico. Ela negocia o valor do anúncio, a quantidade de vezes que ele vai aparecer, e por quanto tempo o jornal vai veicular aquela publicidade, certo?

É exatamente assim que acontece em sites comparadores de preço: a loja envia um arquivo com todas as ofertas que deseja anunciar no comparador que, por sua vez, coloca os anúncios no ar por um valor previamente estabelecido.

Várias lojas, de diferentes segmentos fazem o mesmo. É por isso que, quando acessamos um determinado produto em um site comparador de preço há várias opções de preço em lojas diferentes, porque elas são anunciantes nesse site.

As lojas pagam ao site comparador de preço, basicamente, de duas maneiras diferentes: a cada clique do usuário que o leva para o site da loja (CPC), ou por comissão de vendas (CPA).

Há ainda os sites comparadores de preço que também funcionam como marketplaces. Nesse caso, a compra é fechada dentro do próprio comparador, que repassa as informações da venda para que a loja envie o pedido ao comprador. Depois do negócio fechado, a loja paga uma comissão ao site comparador de preço pela venda feita.

Sendo assim, nos casos de divergência de preço, em que o valor mostrado no site comparador de preço e o exibido na loja são diferentes, o responsável pela falha costuma ser a loja, que não enviou a tempo o valor atualizado do produto ao comparador de preço.

É necessário observar, ainda, que existe um intervalo de tempo entre a leitura dos arquivos enviados pela loja aos sites comparadores de preço. Caso o valor mude nesse intervalo, o usuário pode ver o preço desatualizado e se chatear por encontrar um valor diferente na loja.

Esse problema é praticamente reduzido a zero nos casos de vendas feitas por marketplaces, ou seja, quando o site comparador de preço fecha a compra do usuário no próprio site, sem encaminhá-lo à loja.

 

E, afinal, como usar os comparadores de preço?

O uso dos sites comparadores de preço é bastante simples e facilita muito na hora de encontrar um produto pelo menor preço sem precisar entrar de loja em loja para fazer a pesquisa.

Basta acessar o site da sua preferência e buscar pelo produto que deseja comprar. Alguns exemplos de comparadores de preço são o Buscapé, o Zoom, o Compare TechTudo, o JáCotei, o Bondfaro e o Google Shopping.

Depois de encontrar o produto desejado, basta clicar nele para visualizar informações como a ficha técnica, avaliações de outros usuários, fotos, vídeos e até reviews, dependendo do site comparador de preço e do produto escolhido.

Caso tenha gostado do produto e queira fechar negócio, basta visualizar a lista das lojas que oferecem o bem e os preços cobrados por cada uma delas. Depois que você escolheu a loja que vai fazer a compra, basta clicar nela para ir ao e-commerce desejado e finalizar o negócio.

Nos casos em que o site comparador de preço funciona como marketplace, algumas ofertas do mesmo produto podem levar para o site da loja, enquanto outras podem ter a compra finalizada dentro do próprio comparador de preço. Nesses casos, o site funciona de maneira híbrida: tanto como um simples comparador, quanto como uma espécie de loja.

Vale observar que, em muitos sites comparadores, o valor do frete não é exibido, sendo necessário entrar no site da loja para verificar o preço cobrado pela entrega.

O preço do frete, no entanto, pode fazer toda a diferença na hora da compra. Então, leve essa informação em consideração antes de fechar negócio baseando-se apenas no preço do produto.

Alguns sites comparadores de preço também oferecem serviços diferenciados, como é o caso do Buscapé e do Zoom, que garantem a entrega do produto comprado ou devolvem o dinheiro da mercadoria, de acordo com o regulamento de cada site.

Para usufruir desse benefício, é preciso ter um cadastro no site comparador de preço e estar logado no momento de comprar ou ir à loja escolhida. Verifique se o site que está usando para procurar pelos menores valores oferece esse tipo de serviço, que dá uma segurança a mais no caso de compras feitas em lojas que não conhece ainda, por exemplo.

 

Deixe um comentário

avatar