Curiosidades

Celular à prova d’água existe?

Descubra se celular à prova d'água existe e como funciona essa proteção. Além disso, conheça modelos com certificação de resistência à água e poeira.

Os smartphones estão em constante evolução. A cada ano, são lançados modelos com funcionalidades e recursos inovadores. As câmeras de alguns, por exemplo, já têm até funções antes vistas apenas em máquinas profissionais. Além disso, você sabia que celular à prova d’água existe?

Mas, calma, porque também não é bem assim. Antes de sair correndo para um loja à procura de um celular à prova d’água, é preciso entender como eles funcionam.

Isso porque, mesmo contando com certificações internacionais que garantem tal proteção, sempre existe o risco de algum líquido penetrar no aparelho.

Sendo assim, as fabricantes de celular não costumam recomendar que os usuários coloquem seus telefones dentro de uma piscina ou banheira.

Contudo, celulares com certificação de resistência à água não são novidade. Eles começaram a chegar ao mercado ainda em 2006.

Apesar de muitos modelos contarem com a proteção contra água, ela não costuma ser amplamente divulgada. Isso acontece justamente pelos riscos de entrada de líquido, que não podem ser descartados.

Então, você deve estar se perguntando: “como eu faço para saber se o meu celular é à prova d’água?”. É muito simples descobrir. As fabricantes submetem seus aparelhos a testes para ganhar uma certificação.

Ela é chamada de Ingress Protection. Sendo assim, os smartphones podem ter classificações representadas por um código. Ele costuma começar com IP, seguido dois números. Basicamente, quanto maior o número final, melhor. Esse código costuma aparecer na ficha técnica dos smartphones.

Entenda melhor como funcionam as certificações para celulares à prova d’água. Em seguida, descubra quais modelos contam com a certificação mais alta do mercado.

 

O que é a certificação IP?

É a Ingress Protection que determina o quanto um smartphone resiste à água, e também à poeira. No entanto, existem diferentes níveis de proteção. E são os números que acompanham a sigla IP que definem isso.

O primeiro dígito diz respeito à proteção contra poeira. Ele pode ir de 0 a 6, sendo que o maior número representa a proteção máxima. Já o segundo número varia de 0 a 8, seguindo a mesma lógica do primeiro.

Sendo assim, um smartphone dito “à prova d’água e poeira” tem a certificação máxima, a IP68. Contudo, isso quer dizer que ele resiste à submersão de até 1,5 metro, por até 30 minutos.

Entretanto, assim como ressaltam marcas como Samsung e Sony, isso só pode ser feito em água doce. Isso porque a água salgada por corroer componentes dos celulares.

Além disso, apesar de alguns celulares da Apple contarem com a certificação máxima, a marca não recomenda que eles sejam mergulhados. Isso inclui entrar no chuveiro com o iPhone, por exemplo.

As recomendações das fabricantes são para evitar problemas, caso entre algum líquido nos aparelhos. Sendo assim, elas não anunciam os modelos como sendo celulares à prova d’água. A atitude é para evitar que os usuários queiram testar a resistência de seus telefones.

No entanto, a proteção contra água se mostra muito útil em diversas situações. Entre elas está pegar chuva com o smartphone ou continuar com ele funcionando caso caia água acidentalmente.

Alguns fatores contribuem para que essa proteção funcione, como a estrutura física dos modelos. Aqueles que são unibody, ou seja, não têm tampa traseira, costumam ser mais resistentes à água, por exemplo.

 

Conheça alguns modelos de celulares “à prova d’água”

 

Apesar das marcas não identificarem os modelos apresentados a seguir como celulares à prova d’água, eles contam com a certificação máxima de proteção. Sendo assim, são bastante resistentes ao líquido. Contudo, não é recomendado entrar na piscina, no chuveiro ou testar essa proteção de qualquer outra forma.

 

iPhone XS e XS Max

Os dois modelos de iPhone mais potentes lançados em 2018 contam com certificação IP68.  O celular Apple mais em conta e com configurações um pouco mais simples é o iPhone XS. Ele tem tela de 5,8 polegadas, câmera dupla e processador potente.

Contudo, o iPhone XS Max tem tela maior, de 6,5 polegadas. Ele também tem câmera dupla de 12 megapixels e usa o mesmo processador o iPhone XS.

 

Galaxy Note 9 e Galaxy S9

Além dos celulares top de linha da Apple, os modelos mais avançados da Samsung em 2018 também contam com certificação IP68. O Galaxy Note 9 é da famosa linha da marca que vem com uma caneta S Pen para usar a tela grande de 6,4 polegadas.

Já o Galaxy S9 tem tela menor, de 5,8 polegadas. No entanto, ele tem uma versão chamada Galaxy S9 Plus, de 6,2 polegadas. Os dois modelos de tela maior contam com a vantagem de ter 6 GB de RAM. Contudo, todos os três usam o mesmo processador, o Snapdragon 845.

Entretanto, outra vantagem dos celulares Samsung com mais de 6 polegadas em questão é que têm câmera dupla.

 

Galaxy A8 e A8 Plus

Quem quer um celular intermediário e “à prova d’água”, pode apostar no Galaxy A8 ou no A8 Plus. A versão Plus tem tela maior, de 6 polegadas. Contudo, o Galaxy A8 comum tem 5,6 polegadas.

Porém, os dois têm processador octa-core e 4 GB de memória RAM. Além disso, contam com câmeras frontal e traseira de 16 megapixels.

 

Sony Xperia XZ Premium

Os celulares da Sony são conhecidos por serem, em sua maioria, à prova d’água. Contudo, o top de linha da marca não poderia ser diferente. O Sony Xperia XZ Premium conta com certificação IP68, assim como os demais modelos apresentados anteriormente.

Um de seus destaques é a câmera, que tem 13 megapixels para selfies e 19 megapixels no sensor traseiro. Além disso, tem tela de 5,5 polegadas com resolução 4K e processador potente de oito núcleos.

Deixe um comentário

avatar