Dicas

Black Friday 2018: O que podemos esperar

A Black Friday 2018 será no dia 23 de novembro, mas já é possível ter uma noção do que aguarda os consumidores que querem aproveitar as promoções. Confira!

A Black Friday é a data mais importante para o varejo norte americano e, ano a ano, vem ganhando força por aqui. Em 2018, a Black Friday Brasil já é a segunda data mais relevante, perdendo apenas para o Natal.

A Black Friday 2018 será no dia 23 de novembro, já que acontece sempre na quarta sexta-feira do mês. Nos Estados Unidos, a data sucede o Dia de Ação de Graças, feriado marcado para toda quarta quinta-feira de novembro. Na terra do Tio Sam, a maioria das pessoas aproveita para fazer as compras de Natal, sejam pessoais ou para presentear.

Com a proximidade do evento de promoções, que também acontece no Brasil, é importante saber o que esperar da Black Friday 2018 para se programar e evitar frustrações. Confira as dicas nas linhas a seguir.

Mais lojas físicas devem aderir à Black Friday

No Brasil, a Black Friday estreou no ecommerce, onde ainda é mais forte. No entanto, nos últimos anos as lojas físicas têm entrado na competição para também aumentar as vendas e promover trocas de coleções e estoque.

Portanto, é de se esperar que esse aumento se mantenha na Black Friday 2018, com shoppings, centros comerciais e outras lojas físicas oferecendo descontos na data.

Promoções podem durar o mês inteiro

Uma estratégia usada pelo comércio eletrônico e físico tem sido estender as promoções Black Friday para a semana toda, ou até para o mês inteiro.

Isso quer dizer que, provavelmente, a Black Friday 2018 comece logo no início de novembro em muitas lojas. É uma oportunidade a mais para quem quer aproveitar os descontos sem aquela correria de ter que fazer todas as compras em um só dia.

Vendas online devem aumentar na Black Friday 2018

Segundo um levantamento do Google, as lojas online faturaram R$ 2,1 milhões na Black Friday de 2017, o que representa um aumento de cerca de 10% com relação a 2016. E em 2018 também é esperado um crescimento. É que 91% dos internautas brasileiros diz ter intenção de comprar na data em 2018.

Isso se deve, principalmente, ao fato de as pessoas conhecerem cada vez mais a data. Na pesquisa feita pelo Google, 99,5% dos 1.500 entrevistados disseram saber do que se trata a Black Friday. Esse número girava em torno de 27% em 2014. Além disso, 70% dos brasileiros já compraram no evento de promoções através da internet, o que pode aumentar a confiança nas promoções.

Eletrônicos e eletrodomésticos devem ter descontos

Nos últimos anos, os maiores descontos da Black Friday foram em smartphones, televisões, notebooks e geladeiras. De maneira geral, essa é uma boa data para investir em eletrodomésticos e eletrônicos novos.

Quem pretende trocar de celular ou precisa de um fogão ou máquina de lavar nova, provavelmente vai encontrar boas promoções na Black Friday 2018.

Tênis e livros também costumam ter preços mais baixos

Além dos itens citados acima, tênis e livros são outras categorias de produtos que costumam receber bons descontos na Black Friday, e não deve ser diferente em 2018. Aliás, esses itens são boas opções de presentes de Natal para quem quer se antecipar para manter a organização.

Operadoras de telefonia móvel também devem ter promoções 

Levando em consideração a adesão das operadoras de telefonia móvel à Black Friday nos anos anteriores, é esperado que elas tragam descontos também em 2018.

A Claro, por exemplo, fez promoções nos três últimos anos. Em 2017, dobrou a franquia de dados da internet para quem contratasse planos controle e pós-pago. O bônus tinha duração de 12 meses.

A TIM fez uma promoção parecida, oferecendo bônus de internet por um ano na contratação de pacotes controle e pós-pago. Já a Vivo ofereceu até 80% de desconto na compra de smartphones.

Lojas podem aumentar preços antes. Veja como se prevenir 

Algumas lojas, principalmente online, podem aumentar os preços dos produtos às vésperas da Black Friday 2018 para oferecer “descontos” na data. Para fugir da chamada “Black Fraude”, existem algumas ferramentas bastante úteis, como os históricos de preço dos sites comparadores de preço.

O funcionamento é simples: você entra em um comparador de preço como Buscapé ou Zoom e escolhe o produto que pretende comprar.

Depois, basta dar uma olhada no histórico de preços para saber se o desconto é real, ou se aquele produto já esteve mais barato em outra ocasião e teve o valor aumentado de propósito pelas lojas.

Vai ter iPhone em promoção na Black Friday 2018?

É muito comum as pessoas quererem saber se um determinado produto vai entrar na promoção da Black Friday. Essa informação, no entanto, é de exclusividade das lojas, que não costumam anunciar seus descontos com tanta antecedência.

Mas, observando os anos anteriores, é possível perceber um certo padrão. Os modelos de iPhone mais recentes, por exemplo, não costumam receber desconto significativo. Então, não espere encontrar o iPhone X, iPhone 8 ou iPhone 8 Plus com preços muito baixos na Black Friday 2018.

Já os modelos mais antigos, como iPhone 6S e iPhone 7 têm mais chances de ganhar descontos significativos. Se você pretende comprar um desses smartphones da Apple, vale a pena ficar de olho!

Deixe um comentário

avatar