icone office 365

R$40 de desconto no Office 365 com o cupom: CD40

Teste de velocidade

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Dicas e curiosidades

7 dicas para diminuir as chances de ter seu celular hackeado

Saiba quais medidas tomar para evitar que seu aparelho seja invadido por hackers a partir de arquivos maliciosos.

Na medida em que a tecnologia avança, crescem também os riscos relacionados à segurança de dispositivos que se conectam à internet, inclusive dos smartphones. Usuários mal intencionados se especializam em invadir aparelhos, com o objetivo de roubar dados confidenciais.

De início, você poderia se perguntar como alguém pode lucrar invadindo seu aparelho celular. No entanto, ficaria surpreso se soubesse o quanto seus dados pessoais podem valer no mundo online. Documentos, endereços, dados bancários e até mesmo informações sobre sua navegação no Google Chrome podem ajudar empresas a conhecer melhor o seu público com mais rapidez e, quando roubados, muitas das vezes são negociados numa espécie de “mercado negro digital”.

É possível se prevenir desse tipo de invasão, através de práticas que podem ser adotadas para manter longe os tão temidos hackers. Nós listamos aqui algumas delas. Confira a seguir.

 

Confira as ofertas e compre agora seu novo celular na loja online da TIM

 

Bloqueie seu aparelho

 

Parece óbvio, mas nem todas as pessoas lembram de criar um código de acesso para o aparelho. Assim como logins online, é importante que as senhas tenham certa complexidade, com objetivo de dificultar a ação dos invasores.

Hoje em dia muitos dispositivos possuem sistema de acesso remoto. Caso você precise acessar seu aparelho a distância, o uso de um código ou senha é essencial.

Atualize o sistema operacional

 

É importante manter o software do seu dispositivo sempre atualizado, seja ele Android ou iOS. Isso auxilia na correção de falhas e otimiza o bloqueio de acessos maliciosos. O mesmo deve ser feito com aplicativos, já que os hackers estão se aperfeiçoando cada vez mais a corromper diferentes tipos de instalação.

 

Sistema de verificação

 

Uma dica simples e muito eficiente é criar uma conta de e-mail somente para fazer autenticações e receber códigos de segurança para acesso. Este novo endereço de e-mail não deve ser o mesmo que você usa normalmente, já que ele pode ser o alvo principal de ataques.

 

Desconfie de possíveis links maliciosos

 

São comuns os usuários acabam clicando em links falsos que podem conter

vírus que colocam em risco as informações contidas em seus smartphones. Antes de entrar em qualquer endereço desconhecido, certifique-se de que a fonte é confiável, mesmo que você receba esse conteúdo de algum contato seu. Em muitos casos, ele também pode ter sido contaminado por um vírus.

 

Cuidado com redes de Wi-Fi públicas

 

Nos últimos anos, cresceu o número de estabelecimentos que oferecem acesso gratuito à internet. Porém, redes Wi-Fi são ferramentas muito eficientes para recolher dados de usuários, e é preciso ter cautela com o conteúdo que acessamos nessas conexões públicas. Evite acessar informações delicadas como sua conta bancária, por exemplo, quando estiver em uma rede desprotegida.

 

Aplicativos suspeitos

 

Mesmos instalando apenas aplicativos da Apple Store e Google Play, certifique-se sempre se os desenvolvedores são verificados, observando também suas avaliações de desempenho. Vale também ficar atento ao tipo de permissão de acesso que o aplicativo solicita, conferindo se as funções solicitadas pelo App se encaixam com as tarefas que ele se propõe a desempenhar.  

 

Evite os famosos “jailbreakers”


Chama-se Jailbreak a prática de desbloquear o sistema operacional para fazer modificações e instalação de aplicativos não permitidos pelos programadores. Essa prática é comumente feita por usuários que desejam ter mais liberdade com o uso de seus celulares ou que apenas desejam fazer diferentes personalizações no sistema. Acontece que isso também deixa seu aparelho vulnerável, já que não conta mais com os sistemas de segurança do fabricante.

voltar para o top